Perguntas frequentes

Seguem algumas das questões já recebidas.

As respostas a seguir são específicas para nossa sede (Curitiba). Algumas ainda não estão atualizadas para o evento de 2017!

Não entendi o objetivo do evento. É um curso ou é uma feira?

Nem curso nem feira, o Global Game Jam funciona como uma maratona de desenvolvimento de jogos voltada para desenvolvedores de jogos amadores ou profissionais. Você e sua equipe vão se dedicar, durante 2 dias ao desenvolvimento de um jogo a partir de um tema fornecido no início do evento.

Certo, mas eu nunca desenvolvi nenhum jogo. Nem sei como fazer isso, posso participar?

O evento é voltado a desenvolvedores e não para jogadores. Ou seja, não é um evento para aprender a desenvolver do zero! Mas, se você já desenvolveu algum jogo, mesmo que de maneira amadora ou em uma disciplina de Faculdade, considere-se apto a contribuir e participar. Além disso, para aqueles com nenhuma ou pouca experiência, teremos alguns treinamentos nas semanas anteriores ao evento.

Nunca desenvolvi um jogo ou não tenho os conhecimentos necessários para isto. Quero conhecer um pouco, posso participar?

O evento é exclusivo para quem vai ficar dedicado ao desenvolvimento de um jogo. Teremos a possibilidade de visita apenas no último dia da jam. Mas se quiser participar, insistimos: teremos alguns treinamentos nas semanas anteriores ao evento.

Tenho alguma experiência em desenvolvimento de jogos, mas não muita, não vou me sentir deslocado no evento em relação às equipes experientes?

Muito pelo contrário! Por não ter um aspecto tão competitivo, a jam é o lugar ideal para equipes de diferentes níveis interagirem.

É só para desenvolvimento de jogos digitais (jogos de computador, celular ou video-games)?

Não. A Global Game Jam tem abertura para qualquer tipo de jogo. Cada sede tem a liberdade de decidir os tipos de jogos que serão desenvolvidos.

Até 2011, nossa sede só produziu jogos digitais. A partir de 2012, estamos completamente abertos tanto aos jogos digitais quanto aos jogos de tabuleiro.

Em 2014, também estamos estimulando a criação de jogos que envolvam o corpo, até mesmo esportes e em 2015 tivemos as trilhas paralelas. Em 2016, envolvemos também jogos com participação de crianças e adolescentes em um espaço exclusivo e em separado.

Possivelmente, também experimentaremos outros modelos de jogos (RPGs, ARGs, jogos que envolvam robótica e eletrônica, etc), dependendo do interesse e conhecimentos das equipes envolvidas.

Fique a vontade para entrar em contato e tirar suas dúvidas sobre se a plataforma é adequada à participar da jam.

Como serão montadas as equipes para o Global Game Jam ?

Você pode vir já com uma equipe montada, por exemplo, seus amigos ou colegas de faculdade ou trabalho. Caso você não tenha uma equipe na hora você poderá conhecer pessoas e formar uma equipe ou entrar em uma já existente. Um dos objetivos do evento é você interagir com outros desenvolvedores, mas ninguém será forçado a isso :>)

Todos os integrantes da equipe devem estar cadastrados com antecedência e devem estar confirmados no evento.

Cada jogo pode estar associado a uma ou mais pessoas. E, inclusive, uma pessoa pode participar de mais de um jogo, estimulamos fortemente esta possibilidade.

Em 2013, a novidade foram os floaters / mentores. Baseado na excelente ideia que o pessoal da spjam aplica em sua jam, este ano estamos abrindo a possibilidade de participação curinga em algumas equipes. Por exemplo, você pode ser um músico que não está necessariamente alocado a uma equipe, mas contribui com diversos times.

Desde 2015 também fazemos uma dinâmica de integração entre equipes, logo após a divulgação do tema. Nos últimos anos essa tarefa ficou a cargo dos Professores Artur Mittelbach e Anderson Vermonde.

Há alguma restrição referente à tecnologia ou plataforma?

Não. Plataforma, sistema operacional, engine e similares não possuem restrição. Mas, você é responsável por sua correta instalação e licenças (se aplicável)! Dica: venha com o ambiente já instalado em seu laptop. No dia do evento forneceremos Internet, mas é melhor não perder tempo com a preparação do ambiente.

Antes do evento, teremos algumas sugestões de ferramentas mais aptas a bons resultados neste tipo de evento, mas você é livre para usar a ferramenta / plataforma que desejar. Teremos um evento de aquecimento no qual serão dadas estas sugestões.

Posso trazer um jogo pronto para a Game Jam?

Não. A idéia do evento é a criação de novos jogos. Além disso, dificilmente o jogo se adequará ao tema do evento, o qual não foi definido ainda.

Qual vai ser o tema do evento deste ano?

O tema será divulgado apenas no dia do evento. No ano de 2009, por exemplo o tema foi:

“As long as we have each other, we’ll never run out of problems ”

Importante: o tema pode estar associado à restrições. Por exemplo, em 2009 os jogos eram restritos à seções de 5 minutos.

O tema em 2010 foi bastante aberto: “deception” (fraude, engodo, etc), mas era obrigatório que cada jogo usasse pelo menos um dos três elementos: lines, mines ou pines.

O tema de 2011 foi extinction e não teve nenhum tipo de restrição.

Em 2012 o tema foi uma imagem.

Em 2013, o tema foi o som da batida do coração.

Em 2014, o tema foi uma frase: “We don’t see things as they are, we see them as we are”.

Em 2015, o tema foi “What do we do now”.

Em 2016, o tema foi Ritual.

Há algum prêmio?

O caráter do evento é mais colaborativo. Não serão distribuídos prêmios. A grande recompensa é colocar um jogo em seu portfolio e aumentar sua rede de contatos na área de desenvolvimento de games.

Além disso, a propriedade dos estimula-se fortemente que os jogos sejam continuados e enviados para concursos como, por exemplo, o concurso de jogos independentes do SBGames. Em 2010, os Jogos Semblante e Aliens and Zombies, iniciados no evento estão participando deste concurso.

Em 2011, diversos jogos foram continuados e, inclusive, premiados em diversos eventos. Veja na tabela do relatório da jam 2011 algumas informações sobre cada jogo gerado.

2012 também teve jogos que foram publicados como, por exemplo, o byteSelf.

2015 tivemos a produção do Ninja Sukafu II, que teve edição melhorada publicada depois da jam.

Mas, há algum tipo de avaliação, ranking ou feedback dos melhores jogos?

Em 2010 , 2011 (parte 1 e 2), 2012  e 2013 os próprios participantes em Curitiba avaliaram seus pares.

Além disso, no próprio site do Global Game Jam é possível comentar e avaliar todos os jogos.

Em 2014 não tivemos votação. 2015 a novidade foi uma votação durante o próprio evento, em um espaço dedicado ao Play Test. O mesmo foi repetido em 2016.

O evento é exclusivo para programadores?

Não! Artistas, músicos, game designers, etc, ou seja, qualquer um que esteja envolvido nas etapas de produção de um jogo são bem-vindos e, PRINCIPALMENTE, necessários. O ideal, inclusive, é a participação de equipes multidisciplinares. Um dos objetivos é este mesmo: ser um evento que estimula a criatividade e a inovação, no qual todos colaboram em um ambiente que facilita o trabalho em grupo entre pessoas com diferentes perfis e habilidades.

O evento é exclusivo para alunos da PUCPR?

Não. É livre para qualquer um participar. As equipes podem ser formadas por alunos e profissionais de diversas instituições de maneira mista. Inclusive, devido ao seu aspecto multidisciplinar é excelente que haja a interação entre pessoas de universos diferentes!

O evento é só para alunos?

Não. Inclusive muitos professores organizam equipes de alunos e participam junto. Uma experiência bem interessante, por exemplo, foi feita pelo pessoal da Universidade Positivo daqui de Curitiba. Em 2011 montaram duas equipes coordenadas por um de seus professores.

Sempre também tivemos experiências de equipes completas de empresas que prestigiaram a jam com sua participação.

O evento é exclusivo para curitibanos?

Não! Qualquer pessoa, de qualquer localização é bem-vinda! Sugerimos, porém, que você verifique a sede mais próxima de você no site da Global Game Jam. Mas, se preferir, todos são bem-vindos a participar em nossa sede.

Pode ser levado computador desktop?

É recomendável que você traga um notebook pela facilidade de transporte. Mas, você pode trazer seu desktop se achar melhor. Neste caso, porém, você deve trazer todos os acessórios: Monitor, teclado, mouse, filtros de linha, wifi, etc. A PUCPR não fornecerá cabos e similares.

(ai, mas se trouxer notebook ficaremos bem mais felizes :>) )

Até quando é possível se inscrever?

As inscrições para 2017 serão abertas em novembro de 2016.

Vagas limitadas!

Posso me inscrever na hora?

Definitivamente NÃO. Por questões de segurança, a Universidade necessita da lista de participantes com antecedência.
Em 2016, essa questão foi mais sensível ainda.

Posso postar sobre este evento em meu blog / Twitter / Facebook?

Deve!

Vamos ficar trancados por dois dias direto!

Não. Você poderá circular e, até mesmo, sair da PUC durante o evento. Durante a madrugada, porém, será solicitado que você não saia da Universidade, por questões de segurança.

Posso ficar sem dormir?

Bem… pode… mas será que vale a pena? Recomenda-se fortemente que você traga um saco de dormir, colchão de ar ou similar.

E, banho, haverá algum lugar para tomar banho dentro da PUCPR.

Sim! Como de costume, haverá um vestiário disponível para banho.

Não tenho com quem deixar  meu filho / esposa / irmão menor, etc… Ele/ela pode vir junto?

Não se não for trabalhar! O evento é exclusivo aos participantes. Questões de segurança, novamente! Mas, se ela participar ativamente do evento, pode participar. Em 2016 tivemos, inclusive, um espaço kids.
Inclusive, já houveram casos de crianças participando de jams (acompanhadas pelos responsáveis, é claro!).

Ei, não dá para fazer um jogo em 48 horas! Não conheço nenhum jogo que tenha sido feito neste tempo.

Vamos lá, alguns exemplos:
1) Jogos criados nos eventos passados:
No nosso relatório sobre a jam 2011, há links para os jogos produzidos em nossa sede.
2) A Ludum Dare é um evento similar, só que a distância e de caráter individual:
3) Em 2009, o Itaú Cultural organizou uma Game Jam no mesmo formato de 48 horas:
4) Em 2010, durante a feira “Brasil Game Show” aconteceu a atração “Brasil Game Jam“. Nesta competição, desenvolvedores de diversas universidades competiram para criar um jogo referente a uma frase de Paulo Coelho atribuída a Paulo Coelho. Há um post descrevendo os resultados deste evento.
5) Em 2011, na SPJam, também foram gerados diversos jogos bem interessantes. Veja, por exemplo, o Down Goes the Phoenix.
6) Em 2012, o virus da gamejam se espalhou pelo país e pelo mundo. Dezenas de game jams foram realizadas: spjam, campjam, FuckThisJam, Stealth Jam, Molyjam.

O estacionamento da PUCPR estará disponível?

Sim, o estacionamento da PUCPR é pago, mas há um valor promocional aos participantes.

Sou menor de idade, posso participar?

Sim! Mas precisa estar acompanhado pelo responsável legal ou ter um formulário de autorização neste sentido.

Infelizmente não posso ir até Curitiba! O evento não vai acontecer em minha cidade?

Será? Já procurou no site da Global Game Jam? O evento vai acontecer em mais de cem cidades ao mesmo tempo no mundo! No Brasil, teremos muitas sedes. Entretanto, nada impede que você organize a sua Game Jam em sua cidade! Há casos de Game Jams com 2 pessoas. Entretanto, quanto maior o número de pessoas, em um espaço confortável, mais o evento é proveitoso! Veja o caso da tradicional Nordic Game Jam, com cerca de 200 pessoas inscritas e dezenas de jogos criados. Em 2014, nossa sede teve quase 350 pessoas presenciais e sinceramente, com 2 a 3 pessoas é muito fácil organizar sua jam!
Sugerimos, fortemente, para quem quiser organizar sua jam:
  • procure a Universidade local, se ela tiver um curso específico de jogos é muito provável que se interesse em sediar o evento (veja estas duas listas com os cursos de jogos no país);
  • Caso contrário, procure os cursos de Ciência da Computação, Design, ou relacionados;
  • Se você é funcionário de uma empresas de jogos também está em um ótimo lugar para ser sede. Jams podem ser, inclusive, fechadas e exclusivas apenas aos funcionários;
  • Bares, lan houses, ou mesmo ginásios são espaços que também poderiam ser utilizados;
  • Em último caso, se for fazer em sua casa, cuide com a sua segurança!

Como é a sétima vez que somos sede, conte conosco (bruno arroba globalgamejam ponto org) para qualquer dúvida caso tenha interesse em sediar sua jam e não possa participar conosco. O organizador de Curitiba também é o Coordenador Regional da jam no Brasil e pode dar apoio ao seu evento!

Quais são as novidades para a jam de Curitiba em 2017?

Surpresas!

Comments are closed.